Edição esgotada!
Caso tenha interesse, preencha o formulário no link "Ficha de Interesse" abaixo.

Reinvenções do Sujeito Social
Teorias e Práticas Biográficas
Norma Missae Takeuti
Christophe Niewiadomski


ISBN: 978-85-205-0543-4
Categoria: Sociologia, Metodologia, Filosofia
Edição: 1ª - 2009
Formato: 16 x 23 cm
Nº de Pag.: 328
Peso: 0,480 Kg
Preço: R$ 48,00

“Realizar a vida” não parece ser tarefa fácil para ninguém, muito menos ainda tentar compreendê-la quando a verdade sobre a própria vida parece escapulir a cada instante. É ilusão acreditar que se pode apreendê-la na sua totalidade e na sua “nua e crua verdade” (e que verdade é essa?). Mais do que correr atrás da “verdade”, o trabalho de história de vida parece dizer respeito mais ao processo de transformação (ao menos, ao de “sair do processo reativo repetitivo”) da vida que toma formas ou rumos imprevisíveis, em determinados trechos do vivido de cada um. Trabalhar história de vida não nos autoriza dizer que passaremos a ter domínio da nossa própria vida, porém autoriza-nos almejar, num processo reflexivo “controlado”, “arrombamentos”, por vezes dolorosos, mas promissores de mudanças de perspectivas do olhar sobre a própria vida. Como compreender a vida sem perdê-la? A esta questão, os textos desta coletânea parecem responder, de maneira unissonante: reinventando-nos, a cada momento da vida, pelo olhar que simultaneamente se volta à vida passada e em direção ao devir que por certo é incerto. A história (que passou) não mudará, mas nada impede que por um “retorno reflexivo” passemos a acreditar em possibilidades outras para um devir-outro. É essa ideia presente, no conjunto dos autores desta coletânea, que nos fez fixar o título reinvenções do sujeito, o qual surgiu e se nos impôs gradativamente durante a montagem desta coletânea. 
Confira a fanpage da Editora Sulina www.facebook.com/editorasulina

 

 

 
 


Voltar | Imprimir

 

Os dados pessoais fornecidos pelos usuários do site www.editorasulina.com.br são assegurados pela seguinte Política de Privacidade