Editora Sulina
0

    Sua sacola está vazia.

Opção de entrega pelos Correios, retirar na loja ou entrega expressa.
COMPRE AGORA
Forma de pagamento flexível.
Parcelamento em até 18X.
CARTÕES DE CRÉDITO E DÉBITO | BOLETO | DEPÓSITO
Frete Grátis para todo o Brasil para
compras acima de R$ 290,00
CORREIOS (RE: Registrado econômico)
TODO O SITE COM 20% DE DESCONTO - BLACK FRIDAY EDITORA SULINA
Ofertas por tempo limitado ou enquanto durar os estoques
Voltar

Sociologia do imaginário


Patrick Legros
Frédéric Monneyron
Jean-Bruno Renard e Patrick Tacussel
Outros livros desta coleção

ISBN: 978-85-205-0483-3
Categoria(s): Sociologia    Ciências Humanas  
Edição: 2ª edição - 2014
Formato: 14 x 21 cm
Nº de Pag.: 287
Peso: 0,340 Kg

R$ 38,40

R$ 48,00

Disponibilidade: em estoque

A palavra imaginário venceu a luta contra outros termos antes dominantes nas ciências sociais mais prospectivas e inquietas: ideologia, subjetividade, visão de mundo, etc. Em poucos anos, tornou-se um conceito incontornável e altamente disseminado. Entrou na linguagem cotidiana como uma moda. Por toda parte, na boca de um artista ou de um comentarista de futebol, o termo imaginário surge como uma chave poética ou uma expressão sonora e mágica. Mas o que significa imaginário? Faltava um livro que viesse explicar a origem, o desenvolvimento e as diferentes acepções de imaginário. Já não falta mais. Esta obra, Sociologia do Imaginário, é um achado para qualquer estudioso do assunto. Trata-se, ao mesmo tempo, de uma genealogia, de um inventário, de uma cartografia, de uma leitura cruzada de autores e de um manual erudito, preciso e elegante. O pesquisador encontrará explicações a respeito do imaginário segundo Karl Marx, Georg Simmel, Jacques Lacan, Cornelius Castoriadis, Gaston Bachelard, Gilbert Durand, Michel Maffesoli, etc. O imaginário é um universo, um mundo de imagens, de fábulas, de sonhos, de mitos, de (ir)realidades, de ficções, de lendas, de palavras e de materialidades escorregadias. Nele, o cotidiano é uma construção narrativa e uma narrativa construída. Legros, Monneyron, Renard e Tacussel descobrem esse mundo fantástico do cotidiano tirando o véu que o dissimula. A sociologia do imaginário não é um campo específico da sociologia definido por um objeto, como é o caso da sociologia urbana, do trabalho, da religião, da educação etc. Ela é um ponto de vista sobre o social: ela se interessa pela dimensão imaginária de todas as atividades humanas. É por isso que essa sociologia cerca transversalmente a sociedade: vida cotidiana, política, religião, ciência, literatura.
Confira a fanpage da Editora Sulina www.facebook.com/editorasulina

Entrega: Correios, Motoboy (Porto Alegre), Retira na loja.

Forma de Pagamento: Depósito em conta corrente ou PagSeguro (cartões de crédito, débito e boleto bancário).

OBRAS RELACIONADAS